Browsing Category

Plantas

Comida de verdade, Cozinha Natural, Hortas, Plantas

Como cultivar hortas em pequenos espaços

2 de junho de 2018

Embrapa disponibiliza e-book grátis sobre como montar hortas em espaços reduzidos

Cultivar hortas pode ser uma atividade simples e barata.

Mexer com a terra é uma forma da gente se conectar com o mundo de um jeito mais simples e mais calmo. E, olha, você não precisa de muito pra começar a sua horta agora mesmo. Um pouco de terra, um cantinho que anda esquecido e sua atenção e cuidado com as plantinhas. Pronto!

A Embrapa- Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- disponibilizou para download grátis o livro “Horta em Pequenos Espaços”, que é uma oportunidade bem legal pra quem quer começar a colocar a mão na terra utilizando os recursos e espaços físicos disponíveis. Dá pra pensar em produzir alimentos saudáveis e livres de agrotóxicos em espaços vazios como corredores, varandas, quintais, sacadas… ou nos espaços alternativos para o cultivo como pneus, garrafas pet, canos de PVC, baldes e latas. Eu mesma moro em um lugar pequeno, que tem uma varandinha, mas não faltam as plantinhas de ora-pro-nóbis, salsinha, manjericão… Quando você produz e colhe seu alimento, você cria uma nova forma de se conectar com o que come, vai por mim.   

O que eu acho bacana neste livro é que:

  1. Todas as etapas de cultivo da horta- Quando a gente começa uma horta tem dúvidas sobre como plantar e cuidar dela, aqui tá tudo explicadinho no capítulo 2.
  2. O que pode dar errado no cultivo da horta- Eu fui em uma Oficina uma vez e aprendi sobre como as praguinhas podem acabar com as plantas nas hortas caseiras. No capítulo 1 eles explicam como você evitar isso com o uso de produtos naturais.  
  3. Conservação e consumo das hortaliças- Além da explicação sobre vitaminas e minerais, eles explicam, de forma bem objetiva, como guardar hortaliças e evitar o desperdício de alimentos.  

Então dá uma olhadinha aqui e baixe grátis o livro.

Artesanal, Cozinha coletiva, Plantas

Mude a sua relação com a comida e viva melhor

9 de fevereiro de 2017

Quem afirma isso é o Kleber Antonio, Iristerapeuta , Quintaleiro e mediador de Oficinas sobre Quintal e Pancs- Plantas Alimentícias não convencionais. Conheci o Kleber há um ano atrás, e desde então, também virei “coletora” de alimentos que não são comerciais, desconhecidos pela maioria das pessoas. Achei as ideias dele muito interessantes, porque estamos em um momento em que é necessário e urgente repensar a nossa relação com os alimentos. E não falo de dieta pra ser saudável, emagrecer, não. Acho que devemos nos perguntar: O que entendemos por comida?

Eu entrevistei o Kleber em uma praça aqui em Curitiba, então tem barulho, gente falando. E, nesta mesma praça, a gente achou algo para comer, como você pode ver no vídeo. Ele mencionou que a ideia que temos de alimento é o da comida comprada pronta,  industrializada. Se lembrarmos das nossas mães e avós, tanto no meio urbano quanto no meio rural, fazer a própria comida não só era o básico, quanto a única opção possível. Hoje, naturalmente, isso mudou, mas há diversas pessoas e grupos que buscam repensar e resgatar os valores da alimentação natural e das refeições compartilhadas. E, como fazer isso?

  • Colete o seu alimento- Pesquise sobre os diferentes tipos de alimentos e plantas e varie a sua alimentação.
  • Plante e cultive os seus alimentos- Exercite o trabalho manual, o cuidado com a natureza e colha o alimento aí na sua casa, apartamento, condomínio.
  • Coletive-se- Sabe aquela máxima: sozinhos somos fortes, juntos somos imbatíveis? Faça parte de um grupo de horta urbana aí na sua casa, faça pão em família, divida o que você tem, troque com amigos, familiares e vizinhos.
  • Ensine- Sabe mais sobre determinado assunto? Que tal compartilhar seu conhecimento e criar uma rede de práticas e saberes?

Bom, agora é só curtir a entrevista do Kleber, que falou sobre isso e mais um monte de coisas legais. Na entrevista ele menciona um livro, que é essencial para quem quer conhecer essas plantas, o nome é: Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil, de Valdely Kinupp e Harri Lorenzi. É um calhamaço que reúne mais de 10 anos de pesquisa sobre as plantas e as suas características, tem receita, tem foto. Procure conhecer e mude as suas ideias sobre alimentação.

Para quem quiser saber mais sobre o trabalho do Kleber, este é o perfil dele:

 

Cozinhar, panc, Plantas

Pizzas artesanais feitas com PANC

18 de novembro de 2016

Em maio, tive a oportunidade de conhecer algumas Plantas Alimentícias não Convencionais, que são chamadas de PANC’s. A desculpa pra isso foi fazer pizza o dia inteiro com o Kleber do Quintal Comestível, quintaleiro assumido, que estuda e ministra cursos sobre PANC e hortas urbanas e os amigos do Pão da Casa, Rene Eugenio Seifert e Vanessa Strey Seffert, na Colônia  Witmarsun-PR, situada no município de Palmeira.

Provavelmente vocês vão ler muito por aqui sobre modos alternativos de alimentação e sobre pão, principalmente a padaria artesanal praticada pelo pessoal do Pão da Casa, iniciativa da qual somos fãs e entusiastas. Se o seu desejo é o de se dedicar um pouco mais a estas formas de se relacionar com a comida, você está no lugar certo, pode ter certeza.

Mas, voltando às maravilhosas PANC: em resumo são flores, frutas, ervas, hortaliças, que crescem no “mato” ou na cidade. Como elas não são comuns, as pessoas acabam achando que são ervas daninhas ou venenosas, o que não é verdade. A vantagem de reconhecer, comer e plantar este tipo de comida é aumentar o repertório  de nossa alimentação e praticar a diversidade alimentar. Com isso, a gente desenvolve autonomia pra entender a comida como algo muito mais amplo do que nos dizem que é certo comer. A gente se apropria da comida.

Mas, se eu sair por aí comendo mato, erva na rua ou no mato, eu não morro? Morre, não. Claro, que como toda descoberta você precisa pesquisar antes e perguntar pra quem entende. Uma dica é consultar este guia aqui, do pessoal da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que explica quais são algumas das PANC mais comuns com fotos, nome científico e até receitas.

pancs

Crédito da imagem: Vanessa Strey Seffert- Mesa de PANC: Coração de Banana, Cará-Moela, Ora- pro- nóbis, Capuchinha, Urtigão, Hibisco.

pizza

Crédito da imagem: Vanessa Strey Seffert. Pizza vegana com pesto de castanha do pará e tomate de árvore, conhecido como tomatillo.

pizza-rene

Crédito da imagem: Vanessa Strey Seffert. Rene compartilhando conhecimentos sobre pão e pizza.

Sobre o termo PANC: Este termo foi criado em 2008 pelo biólogo e professor, Valdely Ferreira Kinupp e contempla todas as plantas que tem uma ou mais partes comestíveis. Podem ser plantas nativas, advindas de outros países e que foram cultivadas ou criadas de maneira espontânea, por qualquer pessoa.