Browsing Tag

alimentação vegana

Comida de verdade, Cozinha Natural, receitas vegetarianas, Vegetariano

Kebab de couve flor

21 de junho de 2018

E você não come carne, come o que então? Tudo, minha gente. Come de um tudo. Menos carne (sobra bastante coisa, né..) Mas, não vou mentir e dizer que é fácil ser vegetariano e saudável. Nem que é super barato. Você vai precisar cozinhar, comer muita mandioca frita  em boteco e sim, trocar o lanchão vegetariano por opções saudáveis se quiser ter um equilíbrio.

Orra, que post triste. Não é sobre Kebab? Passa a receita pra mim, então.

Ok. Resolvi testar essa receita depois de ler em um blog super legal (em inglês) e confesso que adaptei ao meu bolso e realidade. Pra você fazer o Kebab vai precisar fazer a “carne”  de couve-flor, que nada mais é do que os floretes da couve flor assados com temperos. Esta carne é misturada depois ao tahine e chia pra dar forma ao Kebab (como você pode ver na foto). Fica extraordinariamente deliciosa e você nunca mais na vida vai usar aquele negócio de soja.  

Kebab de couve flor e amendoim é opção vegetariana de prato árabe.

Ingredientes da “Carne”  de couve flor e amendoim

  • 1 cabeça média de couve-flor (só os floretes)
  • 2 xícaras de amendoim
  • 2 dentes de alho picadinhos.
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 2 colheres de Shoyo
  • 1/2 colher de chá de sal
  • ½ xícara de salsa fresca
  • 1 colher sopa de limão.
  • 1 colher de sopa de zattar

Use só os floretes da couve-flor. Coloque no processador e bata. Vai ficar parecidinho com cuscuz marroquino. Reserve. Bata o amendoim. Reserva também. Misture o azeite, Shoyo, alho picadinho, salsa, limão, zattar, limão. Misture o amendoim à couve-flor. Regue com os temperos, misture tudo.

Pra fazer o Kebab

  • Utilize esta “carne”.
  • Coloque 1 colher sopa de tahine.
  • ½ xícara de água para hidratar ¼ de xícara de chia.
  • Espetinhos de madeira.

Para assar ou grelhar

 

  • Tentei fazer na churrasqueira e não deu. Na grelha bem quente foi melhor, mas é preciso ter cuidado na hora de virar.

 

  • Frigideira vai muito bem e no forno fica perfeito.
  • Se preferir coma com pão sírio, molho de tahine, pepino azedo, tomate e alface.
  • O rendimento é de uns 15 Kebabs em média.
Artesanal, Barateza, Cozinha Natural

Faça sorbet em casa com apenas quatro ingredientes

24 de novembro de 2017

O Sorbet é uma sobremesa gelada, que se assemelha ao sorvete, porém, a diferença é que não leva nem leite, nem ovos, apenas o purê da fruta, açúcar e água. Pode ser feito com purês de amoras, framboesa, pêssegos, melancia, acerola, pitanga, maracujá, suco de laranja, limão, abacaxi… O único segredo para um bom Sorbet é que, na ausência de uma sorveteira, você tem que estar disposto(a) a retirá-lo do congelador e bater diversas vezes para quebrar os cristais de gelo. Se o sorbet for feito à base de um suco, por exemplo, você vai ter que bater mais vezes, isso porque como o suco tem mais água do que os purês de fruta, mais gelo é formado. O resultado é um Sorbet liso, sem aqueles gelinhos no meio. Geralmente é feito com uma calda de açúcar, que pode ser substituída pelo açúcar de sua escolha, como o melado, por exemplo. Agora, dá uma olhadinha como é fácil:

O Sorbet é uma opção de sobremesa gelada muito fácil de fazer. É só suco, açúcar e limão.

Sorbet de Morango com manjericão

RENDIMENTO- Rende 500 ml.

Sobremesa, lanche ou pode ser usado em drinques.

Ingredientes

  • 5 bandejas de morango maduros
  • 1 ramo de manjericão fresco (roxo ou verde)
  • 75 ml de água
  • 75 g de açúcar (se você for usar açúcar magro ou Estévia Natural, reduza esta proporção e a de água pela metade)

Modo de fazer

  1. Faça uma calda com o açúcar de sua preferência. A calda para o sorbet deve ficar transparente, não igual ao caramelo do pudim, ok? Misture o açúcar e a água e leve para reduzir em fogo baixo. Reduzir quer dizer que esta mistura vai diminuir e engrossar, lembrando mesmo um xarope.
  2. Espere esfriar e acrescente umas 8 folhas de manjericão. Elas vão perfumar a calda. Reserve algumas para decorar.
  3. Faça a purê de morangos. Lave os morangos ainda com os cabinhos para que eles não absorvam muita água. Retire os cabinhos, corte os morangos e bata no liquidificador.
  4. Passe esta mistura pela peneira. O que você vai usar é o purê, pode descartar os resíduos que ficaram na peneira.
  5. Misture a calda de açúcar e manjericão com o purê.
  6. Leve para congelar por umas 2h até estar semicongelado.
  7. Bata o sorbet, no liquidificador, mixer ou processador com regularidade para quebrar os cristais de gelo. Isso pode ser feito durante umas 2 vezes, a cada 2h, tempo necessário para ele congelar.
  8. Antes de servir, retire o Sorbet por alguns minutos.
  9. Sirva com as folhinhas de manjericão.
  10. Se for usar o Sorbet para drinques com Espumante, por exemplo, coloque duas colheres de sopa de Sorbet para uma taça da bebida.

Dica Temperomental: Sempre que possível, opte pelos alimentos orgânicos. Para se ter uma ideia, o morango é uma das frutas que lidera a lista dos alimentos que possuem altos índices de resíduos de agrotóxicos (46%). O pessoal da Rede de Agricultura Sustentável sugere, que para eliminar um pouco do resíduo, você prepare uma solução de água e bicarbonato e coloque os morangos antes de usá-los.   

Barateza, Comida brasileira, Comida de freela, Cozinha Natural

Ideias criativas e deliciosas para as sopas e cremes vegetarianos

28 de junho de 2017

Sopas e cremes são alimentos fáceis e baratos de fazer, “sustentam” e não exigem muita habilidade na cozinha. Claro, que existem receitas super elaboradas de sopas como a Bouillabaisse (sopa à base de caldo de peixe com frutos do mar e ervas diversas) ou o Capeletti in Brodo (caldo de frango, legumes ou carne com massa caseira tipo capeletti), para citar algumas, mas no geral, a gente se vira com o que tem em casa, não é?

E não é porque não temos ingredientes caríssimos, que vamos deixar de tomar uma sopinha saborosa e porque não, diferente. Aqui em Curitiba é muito frio e por incrível que pareça, as opções de boas sopas a preços acessíveis são bastante limitadas. Então, nada melhor do que criar as suas próprias combinações.

Hoje vou compartilhar algumas dicas pra você fugir do óbvio nas receitas de sopas e cremes vegetarianos. Se você não é vegetariano, coloque aí a proteína de sua preferência, mas a intenção é mostrar que mesmo sem carne dá pra ser feliz e comer bem. Bora lá:

 

#1- Para sopas de abóbora mais cremosas, asse a abóbora e não cozinhe: Prefira assar a abóbora ao invés de cozinhar. Isso vai garantir um creme mais encorpado e sem a necessidade de colocar leite, creme de leite ou engrossar com amido de milho. Basta cortar a abóbora, acrescentar azeite, ervas e alho e assar por uns 20 minutos. Depois é só bater com caldo ou água. 

Abóboras assadas ficam mais sequinhas e podem ser usadas em cremes e até mesmo em massas, como nhoque.

#2- Faça caldos com as cascas- Lá no Instagram eu dei a dica: não joga fora as cascas dos vegetais que você usa. Vai armazenando no freezer e depois cozinha com ervas, pimenta em grão e especiarias, que você tem aí. Isso vai enriquecer o sabor dos cremes e das sopas.

Caldos podem ser feitos com cascas e folhas de vegetais

#3- Utilize pão, sementes de girassol, nozes, castanhas, pedacinhos das verduras e cereais para finalizar cremes e sopas- Quando você capricha na apresentação e acrescenta ingredientes para dar textura e consistência às sopas e cremes, o negócio muda de figura. Abaixo eu posto a foto de um Creme de Grão de Bico em que coloquei tahine, pão folha e os grãos de bico inteiros para finalizar. Além do sabor ficar especial, dá mais saciedade.

Este creme ficou especial: além do creme de grão de bico, acrescentei berinjelas em cubos e grãos de bico salteados em azeite com ervas.

#4- Asse couve flor, alho, tomate, pimentões- A gente aprendeu sempre a cozinhar os alimentos para fazer sopas, mas tá aí umas dicas que vão deixar as suas sopas com outro sabor. Asse o alho por uns 15 minutos e bata no liquidificador com batata doce ou mandioquinha, por exemplo. Para a couve-flor, faça o mesmo e acrescente temperos e especiarias. Depois bata com leite de coco e pronto.

Você pode assar a couve flor com alho, cebola e acrescentar pimenta, páprica, curry e o que mais você tiver em casa.

Pra ver mais dicas criativas e baratas para você comer e cozinhar melhor,  visita a gente lá no Instagram.

 

 

 

Cozinha Natural, Cozinhar, Receitas Veganas Práticas

Alimentos vegetais ricos em proteína

30 de maio de 2017

Uma das maiores preocupações de quem resolve reduzir ou eliminar o consumo de carne é em relação à falta de proteínas. Proteínas são essenciais para manter o nosso corpo e mente em funcionamento, ajudam na construção e reparação dos músculos e nos dão energia para as nossas atividades diárias.

A maioria das pessoas consome carne para suprir a necessidade de proteínas. Mas, é possível encontrar proteínas em alimentos de origem vegetal. O que acontece é que muitos vegetais contêm pequenas quantidades de proteínas e o que você deve fazer é variar e combinar os vegetais, grãos e sementes pra ter uma quantidade suficiente de proteínas em suas refeições. 

Veja uma lista de alguns alimentos vegetais ricos em proteínas e algumas combinações que você pode fazer. Olha só:

Tofu é uma excelente fonte vegetal de proteína. Pode ser usado grelhado, empanado, combinado com vegetais e legumes ensopados, além de pastas e como recheio para sanduíches.

 

Feijões são os alimentos mais acessíveis pra quem quer fontes vegetais de proteína. Combine com uma porção de arroz, salada, sementes (como semente de girassol), farofa de castanhas e pronto!

 

Lentilhas podem ser usadas ao invés do feijão, como ensopados, sopas, currys, almôndegas, bolinhos ou como recheio de tortas e escondidinhos, além de chillis.

 

O arroz, cogumelo e o gergelim formam uma combinação vegetal perfeita pra completar as proteínas em seu cardápio. Use o cogumelo que for acessível pra você, misture com brocólis, arroz e sementes, como linhaça ou amaranto.

Comida de verdade, Cozinha Natural, Receitas Veganas Práticas

Smoothie colorido em três passos

17 de maio de 2017

Fácil e rápido: smoothie é uma opção vegana e deliciosa pra você variar o café da manhã

Fiz esta receita e postei lá no Instagram em homenagem aos meus amigos Igo Martini e Márcio Marins em celebração ao Dia Internacional do Combate à LGBTfobia. A intenção era se inspirar nas cores do movimento para montar uma receita que chamasse a atenção das pessoas. E deu certo 🙂 Esta receita é tão fácil, que se você quiser consegue fazer ainda hoje. Olha só:

Primeiro passo- As frutas: 1 banana prata ou caturra, sem casca, cortada em rodelas e congelada. Meia manga, meio abacate, 8 morangos, meio mamão papaya (pode ser outro), duas colheres (sopa) de açaí.

Você pode usar as frutas que tem à disposição. Aproveite as frutas que estão muito maduras e evite o desperdício de alimentos.

Segundo passo- A preparação: Tire as bananas do congelador. Elas vão dar cremosidade e consistência quando você misturar com outras frutas. Com água mesmo ou um pouco de leite de coco (duas colheres de sopa) bata na função pulsar: os morangos com metade da banana, reserve (de preferência no congelador), depois a manga, o abacate, e o mamão papaya com a outra metade da banana. Reserve cada fruta separadinha se quiser esse efeito colorido. Não precisa colocar açúcar, mas se quiser, coloca um pouco de melado ou mel.

Smoothie é uma opção gostosa e saudável para o café da manhã ou lanche.

Terceiro passo– Agora é só montar. Em um copo ou bowl, coloque: açaí, o abacate, a manga, o mamão e o creme de morangos. Coloca granola, as frutas que você quiser e pronto! Só postar no Instagram e mostrar pra gente como ficou.

Comida brasileira, Cozinha Natural

Duas formas para aproveitar a banana e NUNCA mais jogar fora

21 de fevereiro de 2017

Maneiras práticas e deliciosas de consumir a fruta mais popular do Brasil

Se existe uma fruta que é acessível para a maioria dos brasileiros, é a banana. Pra se ter uma ideia, o consumo médio é de 27 quilos de banana por pessoa no Brasil, 16 a mais do que a média no mundo. Algumas variedades das bananas mais consumidas no país são: a banana-nanica (nossa famosa banana caturra ou banana-anã) usada para vitaminas, doces, bolos e tortas, a banana da terra, que é consumida grelhada, frita ou ainda ensopada, como na moqueca, e a banana-prata, muito usada para doces, como a bananada ou ainda para sorvetes e cremes à base de banana.

A durabilidade da banana é curta, o que não significa dizer que ao menor sinal de fruta “feinha” batidinha ou meio passada, você tenha que jogar a fruta fora. Inclusive a própria casca da fruta é usada para fazer docinhos, bolo ou ainda ser utilizada como adubo orgânico para plantas. Bom, por isso, veja agora duas dicas pra você aproveitar a banana de maneiras diferentes e deliciosas.

Estas bananas estão ideais para o preparo de doces, tortas e sorvetes.

#1- Congele a banana- Quando a banana, principalmente a caturra ou a prata, estiverem maduras, e você perceber que a casca está quase ficando mais escura, descasque e corte a banana em rodelas, guarde em um saquinho e congele. Pra usar, basta bater ou processar a banana com leite vegetal, leite de coco, frutas e consumir como vitamina ou smoothie, por exemplo. No e-book eu sugiro uma receita muito boa com a banana congelada combinada com outras frutas.

 

Corte em rodelas e guarde em um saco plástico.

 

Elas vão ficar assim. Tire do congelador somente quando for usar.

#2- Substituto de ovos para receitas vegetarianas- Há diversas formas de substituir os ovos nas preparações vegetarianas e tudo vai depender do que você quer preparar. A banana madura amassada é muito boa para receitas de bolos, muffins ou cookies. Porém, o sabor da banana é bem pronunciado, se você não gosta muito, coloque cacau, coco ou especiarias, como a canela.

Olha uma torta que fiz com as bananas congeladas!

Esta receita fez o maior sucesso no Instagram. É só banana congelada com leite de coco e chocolate. Faz algumas camadas e pronto! Esta base pode ser feita do jeito que você quiser.

Gostou? Não esquece de seguir a gente no Instagram e conferir nossas dicas pra inspirar você a ter uma vida mais natural e gostosa.

Artesanal, Cozinha Natural

Leite de aveia é fácil e barato de fazer

31 de janeiro de 2017

 

RENDIMENTO: Meio litro.

TEMPO DE PREPARO: 30 minutos.

Quando começamos a adotar uma alimentação mais natural, um dos alimentos que consumimos com menor frequência é o leite de vaca. Mas, aí você pergunta: e bebe o quê no lugar? Tcharaã! Leites vegetais, que são ótimos substitutos para o leite convencional. Confesso que alguns fogem do meu orçamento semanal, como os de amêndoas e castanha de caju, aí sempre recorro para o Leite de Aveia, o mais fácil e barato de todos os leites vegetais do mundo!

 

Leite de aveia é ideal para quem busca uma alternativa ao leite convencional

Tá, pode não ser do mundo, mas entre os leites vegetais é o mais acessível. Olha só o que você vai precisar.

Ingredientes:

  • 30 minutos do seu dia
  • 2 xícaras de água (mineral, filtrada) morna
  • 1 xícara de aveia integral (orgânica, se o orçamento permitir)
  • Opcionais: canela, cacau, extrato de baunilha, melado, açúcar de coco, café gelado.

Utensílios:

  • Peneira
  • Liquidificador

Faz assim:

  1. Cubra a aveia com água e deixe de molho por pelo menos 30 minutos.
  2. Após este tempo, descarte essa água do molho e bata a aveia com as duas xícaras de água.
  3. Coe e está pronto.
  4. O resíduo que sobra deste leite pode ser usado para mingau, engrossar cremes ou ainda para ser a base de biscoitos de aveia (não joga fora, tá).

Extra, extra!

Se quiser mais “ralinho” bata com mais água. Se for usar pra molho, por exemplo, acrescente 1 colher de sopa de amido de milho. Fica muito bom para o estrogonofe ou bechamel vegano.