Browsing Tag

comida de verdade

Comida de verdade, Cozinha Natural, Receitas Veganas Práticas

Smoothie colorido em três passos

17 de maio de 2017

Fácil e rápido: smoothie é uma opção vegana e deliciosa pra você variar o café da manhã

Fiz esta receita e postei lá no Instagram em homenagem aos meus amigos Igo Martini e Márcio Marins em celebração ao Dia Internacional do Combate à LGBTfobia. A intenção era se inspirar nas cores do movimento para montar uma receita que chamasse a atenção das pessoas. E deu certo 🙂 Esta receita é tão fácil, que se você quiser consegue fazer ainda hoje. Olha só:

Primeiro passo- As frutas: 1 banana prata ou caturra, sem casca, cortada em rodelas e congelada. Meia manga, meio abacate, 8 morangos, meio mamão papaya (pode ser outro), duas colheres (sopa) de açaí.

Você pode usar as frutas que tem à disposição. Aproveite as frutas que estão muito maduras e evite o desperdício de alimentos.

Segundo passo- A preparação: Tire as bananas do congelador. Elas vão dar cremosidade e consistência quando você misturar com outras frutas. Com água mesmo ou um pouco de leite de coco (duas colheres de sopa) bata na função pulsar: os morangos com metade da banana, reserve (de preferência no congelador), depois a manga, o abacate, e o mamão papaya com a outra metade da banana. Reserve cada fruta separadinha se quiser esse efeito colorido. Não precisa colocar açúcar, mas se quiser, coloca um pouco de melado ou mel.

Smoothie é uma opção gostosa e saudável para o café da manhã ou lanche.

Terceiro passo– Agora é só montar. Em um copo ou bowl, coloque: açaí, o abacate, a manga, o mamão e o creme de morangos. Coloca granola, as frutas que você quiser e pronto! Só postar no Instagram e mostrar pra gente como ficou.

Comida brasileira, Cozinha Natural

Aprenda a preparar painço

30 de março de 2017

Fui conhecer o Painço em uma receita da Bela Gil (acho que era um refogado) e então pesquisei pra ver como se preparava o grão e se era fácil de achar em Curitiba. Primeiro, fiquei sabendo que ele é vendido com casca e sem casca. Bela Gil menciona que não se come com a casca, pois ela é muito fibrosa. Eu testei duas receitas: uma com a casca e a outra sem. Olha, com a casca deu bom sim.

 

Humanos podem comer painço?

 

O Painço também é uma semente que os passarinhos adoram, mas é muito possível e barato incluir painço na alimentação humana, pois além de nutritivo, ele é um carboidrato “bão” que promove a saciedade e libera açúcar aos pouquinhos no corpo.  Sugiro que no início, você procure pelo painço sem casca. O sabor e a textura lembram mesmo a quinoa e a linhaça. Pra ficar crocante o ideal é cozinhar com menos água e em menos tempo. Rende bastante e dá pra fazer um monte de coisa: finalizar saladas, fazer granola salgada ou até doce, usar no pão, farofas, etc.

 

Onde comprar Painço?

Em lojinhas de produtos naturais, que vendem grãos, sementes, cereais, ervas, temperos e condimentos a granel, você acha fácil. Em Curitiba, recomendo a Pop House Alimentos, que fica na Rua  Mariano Torres, 948 – Centro (tenha paciência e saiba o que você quer e a sua experiência será mais proveitosa, pois sempre está cheio e o pessoal faz o que pode pra atender bem).

Painço em grãos- alimento nutritivo e barato

Prepare o painço

Agora que você sabe o que é e como comprar o painço, é hora de cozinhar. Duas xícaras de painço, quatro de água ou caldo. Leva aí entre 25 e 30 minutinhos cozinhando. Separe a quantidade que você vai usar e armazene o restante. Eu usei em duas receitas. Uma, com a casca, foi uma Farofa com pimenta doce e pimentão verde pra acompanhar um Vatapá de Palmito, que eu já tinha pronto. A outra receita, foi somente os grãos (sem casca), temperados com laranja, raspas de limão, pimenta do reino, sal e salsa, pra salada de pote com agrião, berinjela grelhada, tomate cereja, pepino e abacate (ficou muito boa!). Bom, confere aí a receita da farofa e me conta depois o que achou.

Farofa de Painço com pimenta doce e pimentão

Farofa de painço, pimenta doce e pimentão

1 xícara de painço já cozido (eu cozinhei os grãos em caldo, por isso ficou mais escuro)

Meia cebola

Uma colher de sopa de óleo de coco

Meia xícara de pimentão verde

Meia xícara de pimenta doce ou pimentão vermelho

Sal

Pimenta a gosto

Como fazer

  1. Aqueça uma panela ou frigideira.
  2. Acrescente o óleo de coco e refogue a cebola até dourar.
  3. Coloque a pimenta doce ou pimentão vermelho.
  4. Coloque o pimentão verde.
  5. Acrescente o painço.
  6. Misture tudo e deixe dourar um pouco.
  7. Finalize acertando o sal e a pimenta.
  • Eu não tinha coentro na hora, mas acho que ficaria muito bom.

 

Barateza, Comida brasileira

Variar os alimentos é o segredo da alimentação vegetariana saudável

7 de março de 2017

A inspiração para este post veio a partir da leitura da matéria Dispensar carnes é possível com boa combinação de alimentos publicada no Estadão. A jornalista Juliana Carreiro faz uma boa reflexão sobre como é possível dispensar as proteínas de origem animal e ter uma alimentação vegetariana saudável. Eu não só acho perfeitamente possível, como pratico isso há muito tempo. Não sou vegana, mas 80% da minha alimentação não tem nada de proteína animal, não só por motivos vários que não cabem aqui, mas também porque a cozinha vegetariana e natural é ainda um universo que precisa ser melhor explorado por nós, brasileiros.

Diversificar os alimentos é uma forma de ter uma alimentação vegetariana mais saudável

Muita gente (ainda) associa a comida vegetariana a proteína de soja, as frituras, aos lanches, como “cachorro-quente”, pizzas e hambúrguer. Claro que isso também faz parte, é uma maneira de trazer um público que curte este tipo de comida para conhecer as versões vegetarianas e não deixar os vegetarianos “órfãos” destes quitutes, mas, além disso, a comida natural, a cozinha sem a carne e sem as proteínas de origem animal representam verdadeiros desafios tanto para os cozinheiros, quanto para quem está mudando os seus hábitos. Quando começamos a ter hábitos mais “naturebas”, inevitavelmente o paladar começa a ficar mais exigente e os alimentos industrializados, o açúcar, o excesso de sal, a maionese, margarina, etc., começam a não fazer mais sentido… Aí, que a mágica acontece: a gente começa a criar novos sabores e combinações.

Saladas que combinem frutas, legumes e verduras são ótimas para incrementar qualquer refeição

Esse é o segredo da alimentação vegetariana saudável: variar os tipos de alimentos e combiná-los para que a gente consiga suprir as nossas necessidades diárias de nutrientes. Por isso, não é porque a pessoa é vegana e come todo dia pizza de tofu e coxinha de jaca, que ela é mais saudável do que o cara que come carne e massa no refeitório da firma. É preciso combinar os alimentos para que haja esse equilíbrio. 

Mas, tem gente que sempre me diz isso: mas é muito caro comer bem! ou ainda, se eu dispensar a carne eu passo fome. Será mesmo? Olha o desafio: sugerimos algumas combinações de alimentos para o almoço. Tenta fazer isso por um ou dois dias. Depois, você troca as preparações, inventa as suas.. Hoje vou falar do almoço, mas em seguida posto sobre o café da manhã e jantar, ok? 

Dicas gerais

  • Se for comer em casa, tenha sempre: temperos variados (orégano, páprica, tempero árabe, pimenta síria, pimenta caiena). Se der, tenha também uns temperos frescos, como salsa, manjericão, coentro e cebolinha. Assim você varia o sabor das suas receitas, sem gastar muito.
  • Quando sobrar um dinheirinho, procure comprar: Tahine, Shoyu, sementes (gergelim, semente de girassol) e oleaginosas (nozes, amendoim, castanha). Estes são ingredientes que vão dar aquele “plus” e você vai sentir que não está comendo a mesma coisa todo dia.
  • Quando você receber o 13o salário ou uma herança- Compre um processador de alimentos e um Spiralizer- O processador vai ajudar você a criar mais receitas como leites vegetais, preparados para molhos, bases e etc. O Spiralizer simplesmente vai transformar aquele legume que seria refogado em super espirais, variando a forma e a textura do alimento.

Sugestões para o seu Almoço: 

SEGUNDA- Arroz+feijão+legumes salteados com óleo de coco+salada de alface, pepino e tomate.

TERÇA- Lentilha+cevadinha+berinjela grelhada + brócolis.

QUARTA- Abóbora + cogumelo+ arroz de coco + salada de abobrinha e pepino.

QUINTA- Abobrinha recheada com lentilha e cenoura + salada de pepino, cebola e tomate + purê de couve flor.

SEXTA- Arroz + feijão+couve refogada+ banana grelhada+ salada de chuchu

SÁBADO- Salada de grão de bico+abobrinha grelhada e salada verde.

DOMINGO- Chili de lentilhas e cogumelos + salada de tomates, cebola, pepino e abacate.

SEGUNDA- Feijão+ quiabo+farofa de cenoura e talos+salada de tomate e alface.

 

Hey! Aproveita e segue o Tempero no Insta. Tem um monte de dicas por lá.